Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2016

Top Momentos Humilhantes da Semana

    

E a semana ainda só vai a meio…

 

1 – A minha mãe é agora recém-utilizadora do facebook. Procurei por “mãe” e não fui bem-sucedida. Porque será?! Esta rede social adivinha as publicidades que mais se adequam a nós, mas não sabe quem é a minha mãe? Grande falha, menino Zuckerberg.

 

2 – O segundo momento de distração foi altamente belo, poético, do mais romântico que há (só que não). Era de noite e caminhava de braço dado com o meu namorado. Chovia e o vento frio fazia-se sentir, mas em compensação os nossos estômagos estavam aconchegados pelas pizzas e as nossas mentes animadas pelo jantar de amigos.


Foi mais ou menos perto de casa que a sola da minha bota foi atraída por um monte de merda excrementos de cão. O que se faz depois disto? Como todos sabem, ativamos o alerta jardim:

   

 

   

  

Boa, está um ali à frente, à esquerda. Dirijo-me ao que parece ser erva, vejo mal, está escuro aqui, mas esfrego a sola na relva e… o terreno está particularmente mole. Vamos acreditar que é da chuva.

 

Não, não sejam ingénuos!

  

Claro que era outro monte de cocózinho! Em menos de 60 segundos consegui a proeza de pisar duas queridas fezes de cão, em sítios diferentes. Nice job, BB! (E não, não toquei em álcool antes deste feito.)

 

publicado por BataeBatom às 17:06
link do post | comentar | favorito (3)
33 comentários:
De marrocoseodestino a 7 de Janeiro de 2016 às 21:46
Tu vai jogar no euro milhões. Dizem que dá sorte pisar bosta.
Se desse sorte ao mexer nela já eu estava rica. Isto à conta das fraldas dos velhotes que tenho de mudar.
De BataeBatom a 8 de Janeiro de 2016 às 21:57
Ri-me TANTO com este comentário!!!
Antes dos exames, o meu pai diz-me sempre: "pisa um monte de m****". Ora, nem mais, fui obediente! :P
Bom fim de semana! Beijinho
De Paulo Vasco Pereira a 7 de Janeiro de 2016 às 23:18
Desculpa mas não pude deixar de rir.
Nos meus dias de azar também costuma acontecer.

De BataeBatom a 8 de Janeiro de 2016 às 21:59
Calha a todos! Não há é necessidade de ser aos dois de cada vez.....
E que tal o início do 2º período, "Stôr"? :) (com mais sorte do que eu, espero!)
Beijinho e bom fim de semana!
De Paulo Vasco Pereira a 13 de Fevereiro de 2016 às 02:43
Há quanto tempo ando para responder a este teu comentário...
E creio haver um outro que, por descuido, apaguei da caixa de correio eletrónico. Mas não tenho a certeza.
Este início do 2.º período... Parece que meio mundo anda a enganar outro meio mundo. Gosto tanto dos meus autistas mas discordo em não fazer com que estejam em contacto com diferentes ambientes. Para não criar confusão, como no ano passado, com aquele nível de ensino, cumpro ordens. À terça, como estou sozinho, pelo menos um vai comigo às compras e/ou café e o outro passeia pela Escola, treinando a subir e descer escadas, competência cada vez mais perdida. É que, há quem ache que, nestes casos associados à deficiência mental, o importante é dar fichas e mais fichas, ainda que da pré ou do 1.º ano. Por outro lado, eu defendo que é preciso dar tempo ao tempo e ir estimulando.
Ainda não entendi como fui parar à ed especial. Como é fácil de entender, perante as vivências dos últimos anos, tal não me é favorável. Mas de autistas gosto, reforço. Não é que agora começaram a dar-me outros alunos com NEE, porque as senhoras professoras não podem ter mais do que 18 alunos? Quando estive na ed especial, para além de coordenador, tinha 40 só para mim e apoiava-os ao estudo, nas diferentes matérias. Nestes 40 estavam casos de droga, fome, violação,... Nas turmas do regular, quem é que tem 18 alunos? Só se a turma for complicada ou tiver 2 alunos c/ NEE. Por outro lado, sempre trabalhei com alunos do 2.º CEB em frente. Aqui, os profs de ed especial, todos do 1.ºCEB, estão no 2.º e 3.ºCEB e Sec. e eu... fico com casos do 1.ºCEB!!! Dá vontade de perguntar: "Mas que caralho é este?". Desculpa a linguagem. Para estar no quadro do 2.º CEB sacrifiquei-me mto e efetivei longe. Pensas que me perguntam ao distribuir os alunos? Claro que não. Com o tempo, menos tempo tenho na unidade.
Até fevereiro, eu e a minha mãe estivemos 2 meses sem saber se ela seria portadora de um novo cancro, desta feita no intestino. Fora-lhe retirado um fungo (não me estou a lembrar do nome), em mau estado, que seguiu para análise e que aos médicos pareceu ter sido extraído no momento exato. Foram meses de terror. Preparámo-nos para tratar o cancro de novo por "tu", enfrentá-lo de frente, imaginei-me sozinho no mundo, com a avó doente,... São cerca de 11 profs de ed especial. Nestes dois meses, quantos perguntaram se a minha mãe estava bem ou melhor? Um n.º? Vá, uma ajuda. Só somos 2 homens e as mulheres preocupam-se imenso com a imagem junto da direção e coordenadora. Deves ter errado. Eu apontaria para um mas a resposta correta é zero. Agora, evito-os tal como se tivesse fobia social. Entretanto, a minha mãe está com depressão. Que coisa... Ela que sempre teve energia, falava excessivamente,... agora vive apagada, triste. Já fomos ao médico. Também eu estou num pico depressivo (sou mesmo assim com picos bons e maus - a este lado crónico tenho que me adaptar/aceitar). Vontade de ir à escola, agora que me sinto enganado? No início telefonaram-me e perguntaram se não me importava de ficar na unidade e o resto do horário ficaria para eu lecionar matemática a quem tivesse dificuldades. Vou estar sempre entre quem me põe para baixo? Não sei se posso pedir para me mudarem de grupo dado estar destacado por doença ou apresentando relatório do psiq.
Raios, queria deixar algo bem mais alegre. Mas lá no blogue, em Sons do Mondego, seguramente irás rir com as minhas peripécias com a minha 1.ª viagem mais ousada de carro. Agora sinto mesmo revolta. Beijo grande.
De golimix a 8 de Janeiro de 2016 às 12:14

Desculpa, mas é impossível não rir.

Mas tenho um comentário a fazer. Alguém devia pegar no cocozinho e depositá-lo à entrada da casa dos donos. Eu apanho SEMPRE o servicinho do meu cão e não consigo perceber qual a dificuldade de alguns donos (infelizmente a maioria) em fazê-lo!!
De BataeBatom a 8 de Janeiro de 2016 às 22:00
É assim mesmo, golimix! Por favor, ensina isso às pessoas do meu bairro....... hahah beijinho! Bom fim de semana :)
De Teresa a 10 de Janeiro de 2016 às 19:22
olá BB
Há muito tempo que não posto , nem venho aqui. Já sentia saudades!
Hoje passei por aqui e ainda me ri com esta história divertida!
Um bom ano de 2016

Comentar post


. ver BB

. seguir perfil

. 319 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Art's friday #33

. Como quase sermos o que q...

. Art's friday #32 - Especi...

. Esta coisa do ano bissext...

. Como ter cabelo brilhante...

. Intermitências da vida

. Ser portuguesa é...

. Olhe, desculpe, isto é um...

. Porque raio querem levar ...

. Versão ikra-não-sei-quê d...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014