Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Relação amor-ódio

 

Por obrigação e em ocasiões em que o tempo livre é pouco, cumprir as tarefas domésticas (ou até mesmo pensar nelas, apenas) pode ser motivo de enxaquecas.

 

No entanto, em certos dias, sou assolada por uma vontade incrível de limpar o pormenor que ninguém vê ou de organizar as gavetas que raramente são abertas. E, quando isto acontece, sinto que não estou a limpar apenas a casa, mas também a mente. Aliás, por vezes, se estou arreliada com algo, as limpezas são quase terapêuticas. Serei a única a ter esta relação de amor-ódio com as tarefas domésticas?!

 

limpezas.jpg

  Imagem original aqui

publicado por BataeBatom às 09:00
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


. ver BB

. seguir perfil

. 313 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Art's friday #33

. Como quase sermos o que q...

. Art's friday #32 - Especi...

. Esta coisa do ano bissext...

. Como ter cabelo brilhante...

. Intermitências da vida

. Ser portuguesa é...

. Olhe, desculpe, isto é um...

. Porque raio querem levar ...

. Versão ikra-não-sei-quê d...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014