Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2015

Tratamento para a claustrofobia

   

Foi em Madrid que tive que me render ao prometido azar da sexta-feira 13. Mas o pior é que este tratamento de choque nem surtiu efeito!

  

 

Cena aterrorizadora - I

 

Chegámos à capital espanhola e entrámos no metro errado. 

O destino pretendido não se fez ver e acabámos por chegar ao fim da linha, já sem outros companheiros de viagem. O motor deixou de rugir e tentámos, sem sucesso, abrir as portas. Ninguém na rua. Ninguém no metro. A pressão que depositávamos nos botões era em vão.

metro madrid.jpg

Eu adooooro ficar fechada (not), portanto, tal e qual a personificação do pânico, ponderei utilizar o martelo de emergência para quebrar um vidro. (Enquanto isto, os meus companheiros de viagem riam-se, claro.)

Cerca de dez minutos depois da crise de estupidez pânico e de imaginar a chegada do apocalipse, o motorista (visão divina!) atravessou as carruagens, esclarecendo que o metro retomaria o percurso dentro de 20 minutos. Ufa, não foi desta que ficámos presos até ao dia seguinte. A boa disposição voltou e até tirei fotografias à carruagem vazia.

 

 

Cena aterrorizadora - II

 

Tive que utilizar um elevador sem iluminação. Perfeito! Gosto imenso de elevadores e o escuro é a cereja no topo do bolo!

  

(Agora que já relatei umas parvoíces, vou escrever um "Bata, batom e bilhetes" para contar factos talvez mais interessantes.)

  

publicado por BataeBatom às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2015

Viver no Porto e trabalhar em Madrid? Fácil!

  

São necessários apenas dois requisitos:

- Ser mais madrugador do que noctívago (ou seja, isto não era para mim);

- Ter um salário suficientemente gordo para amortecer o impacto dos 40€ diários em voos (preço ida-e-volta).

    

Saber falar espanhol também pode ser útil. Mas vamos lá à minha teoria:

 

Ao pesquisar o preço de voos Porto-Madrid pela Ryanair, concluí que um trabalhador que habite no Porto e queira trabalhar na capital espanhola teria que acordar pelas 5h30. Faz check-in online e descola no avião das 6h30. Chega a Madrid apenas pelas 8h45, “perdendo” portanto uma hora devido à diferença do fuso horário. Mas, calma, ele vai reaver esse tempo ao fim do dia!

 

businessman.jpg

 Imagem original aqui

 

A pessoa em questão trabalharia tal e qual como se estivesse em Portugal, podendo manter a comunicação com quem bem entender, através das inúmeras aplicações que há para telemóvel e que permitem chamadas e envio de mensagens para qualquer país, com acesso a internet. 

 

Et voilà, o(a) trabalhador(a) regressa no voo das 19h35 (hora espanhola), chegando ao Porto às 19h55 (hora portuguesa). Uma viagem de 1h20 que, na realidade, se traduz em 20 minutos! Mesmo a tempo de jantar e de passar o serão em família. Claro que não é o ideal, mas é possível. Além disso, há quem trabalhe dentro do país e dispense ainda mais horas diárias nas deslocações casa-trabalho.

  

P.S. Infelizmente, não recebo qualquer regalia com esta publicidade à Ryanair.

   

publicado por BataeBatom às 15:20
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2014

"Diz-me uma coisa boa de 2014..."

 

A Rita teve a louvável iniciativa de me obrigar a dizer "uma coisa boa/óptima/maravilhosa/fantástica" que tenha acontecido em 2014. 

Felizmente, tenho motivos para ficar indecisa e sinto-me grata por tal sorte.

 

Decidi, entre os vários acontecimentos agradáveis, destacar a viagem a Barcelona. A companhia, o local e, claro, o facto de estar de férias e de não ter qualquer preocupação foram responsáveis por sete dias fantásticos!

 

IMG_20140731_194827_0.jpg

Saudades desta vista, da piscina do hotel...  

 

A minha paixão por viagens não é segredo e confesso que aprecio mais visitar sites de companhias aéreas e de reserva de hotéis do que sites de moda, sobretudo se puder marcar um voo de ida-e-volta pelo preço de umas calças.

 

Graças à Rita, que fez trazer à tona algo tão bom de 2014, ficou assim relembrada a rubrica Bata, batom e bilhetes, ultimamente inativa, mas que voltará a ganhar voz em 2015, se tal for possível. 

    

Convido-vos a darem continuidade a este desafio. Partilhem, aqui ou - no caso dos bloggers - nos vossos blogs, uma coisa boa de 2014.

  

publicado por BataeBatom às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2014

Como quase ganhar uma hérnia discal

No mesmo registo extremamente educativo dos posts "Como quase perder um voo", trago-vos outra espécie de ensinamento.

Este foi comprovado na semana passada.

 

Queres tentar ganhar uma hérnia discal, mas não sabes como fazê-lo?

(Imagem original aqui)

 

Liga para o 707 bata e batom!

Ou então segue estes 10 passos:

 

1 - Recheias a mala com roupa necessária para cinco ou seis dias. Acrescentas algumas t-shirts e um par de sandálias, que as sapatilhas e os chinelos de dedo não chegam.

 

2 - Que não te faltem os produtos de higiene em embalagens de tamanho dito "normal", porque supostamente não terás que caminhar longas distâncias com a mala e, portanto, não há qualquer problema se a carga for pesada! O trabalho de transferir os produtos para depósitos pequenos, como acontece quando temos que viajar de avião, é evitado.

 

3 - Ora bem, se já tens a mala da roupa bem recheada, enches um saco de praia. Escolhes uma toalha grande e pesada, porque é a tua favorita. E adicionas as raquetes, que animarão as tardes de praia.

 

4 - Juntas muita comida à bagagem, porque és guloso(a).

 

5 - Mala de roupa, saco de praia... Hum... Acrescenta o saco cama, o colchão de campismo e o computador portátil. Isso mesmo!

 

6 - Esperas por um telefonema que te faz entender que vais ter que caminhar bastante... E instala-se o pânico, pois concluis que tens que abdicar de tralhas, uma vez que a tua estatura não te permite tanta carga. (Há que enfatizar que a tua roupa não está arrumada numa mala de rodinhas, mas sim num saco de desporto, que transportarás ao ombro.)

 

7 - Em vez de dizeres um "olá, dores de costas!", metes mãos à obra e reorganizas a bagagem, já sem as sapatilhas e, portanto, sem meias. Livras-te das t-shirts que consideraste como "suplentes".

 

8- Desfazes-te de alguns produtos de beleza, porque a preocupação com a coluna vertebral ultrapassa qualquer desassossego estético. (Mas manténs as raquetes. Nunca se abdica da diversão!)

 

9 - Descobres ainda, com felicidade, que o colchão de campismo não é necessário.

 

10 - Congratulas-te porque a hérnia discal ficou à distância de um quase!

 

publicado por BataeBatom às 13:49
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito (1)
Sábado, 30 de Agosto de 2014

Alargar horizontes... literalmente

 

"O telemóvel novo permite tirar fotos panorâmicas?!

E até eu, que sou uma naba com fotografias, consigo fazer isto?"

 

Resultado: Lisboa e Mira muito... panorAMADOS!

(Clicar nas fotografias para ampliar)

     

 Terreiro do Paço

  

 Chiado

 
Vista do Hotel Bairro Alto
  
   Lagoa de Mira
   
Lagoa de Mira e os meios de transporte que nos proporcionaram cerca de 15 km fantásticos!
 
   
Também experimentámos a câmara frontal (selfies "lindíssimas"!), mas essas fotos foram partilhadas apenas no Facebook do blog (aqui), de forma a não traumatizar os leitores.
 
Não cliquem no link se quiserem acreditar que eu e o H. nos comportamos de forma exemplar em pleno Terreiro do Paço!
  
publicado por BataeBatom às 19:15
link do post | comentar | ver comentários (40) | favorito

. ver BB

. seguir perfil

. 315 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Bata, batom e bilhetes: G...

. Bata, batom e bilhetes #8

. Passatempo Hotel Museu: 1...

. Bata, batom e bilhetes #7

. Bata, batom e bilhetes #6

. Tratamento para a claustr...

. Viver no Porto e trabalha...

. "Diz-me uma coisa boa de ...

. Como quase ganhar uma hér...

. Alargar horizontes... lit...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014