Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Descobri o poder do meu olhar

 

Dirigia-me de comboio para Lisboa, na passada sexta-feira, para assistir ao concerto dos One Republic. Durante a viagem, tive a sorte de ouvir excertos da conversa que se instalou entre um grupo de raparigas histéricas, um pouco mais novas do que eu. Entre o alvoroço (leia-se "peixeirada") que se gerou naqueles quatro bancos, fui lançando alguns olhares de espanto, gozo ou, já mais para o final, desdém. 

 

O excessivo volume das vozes e os comportamentos infantis não me deixaram esconder os pensamentos, até que uma das miúdas comentou com outra: "Aquela rapariga estava a olhar para ti com cara de gozo. Vamos processá-la.".

Ri-me por momentos e fitei-a nos olhos durante alguns segundos. 

Não voltaram a olhar na minha direção.

 

Destaque-se que o facto de a minha expressão ser intimidante ao ponto de me quererem processar é uma novidade. Por norma, os comentários acerca de mim e dos meus olhos são mais simpáticos.

 

a bb olhou para mim.jpg

  

publicado por BataeBatom às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito (1)

. ver BB

. seguir perfil

. 317 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Descobri o poder do meu o...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014