Quinta-feira, 24 de Setembro de 2015

O estranho manual de configuração de fedelhos #2

 

Se a miudagem seguisse um livro de instruções para configurar os seus cérebros, estas seriam algumas das ordens. Posts baseados em factos reais.

 

Enquanto te divertes na piscina, simula que não ouves os teus pais.

- Sofia, vamos embora!

Eles vão insistir, porém deves manter-te forte. Não cedas.

- SOFIAAA!

Nada, não vires essa carinha laroca na direção deles. Se os adultos não te forem buscar por uma orelha, continua a brincar.

 

Quando, finalmente, te apetecer ir embora, eles vão questionar:

- Porque não saíste quando te chamámos?!

E tu responderás, com o máximo de credibilidade que conseguires:

- Não ouvi, tinha água nos ouvidos!

  

o estranho manual de configuração2.jpgImagem original aqui

 

publicado por BataeBatom às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito (2)
Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015

O estranho manual de configuração de fedelhos #1

  

Se a miudagem seguisse um livro de instruções para configurar os seus cérebros, estas seriam algumas das ordens:

 

Atira o pão para o chão, enquanto esboças um sorriso maroto. De seguida, exiges que alguém o apanhe. Fazes a pose de lady rabugenta e apontas o dedinho gordo e fofo para o chão, lançando um olhar de perentório descontentamento. Se nenhum dos escravos (atenção: eles gostam que lhes chamem "mamã" e "papá") te satisfizer o capricho, chora. E grita. A plenos pulmões, como se não houvesse amanhã.

birra.jpg

 

   

publicado por BataeBatom às 10:20
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito (1)
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

De derreter o coração (e a membrana timpânica)

 

Provavelmente, alguns de vós já estão tão saturados da música "Let it go" como da polémica acerca do corpo da Jessica Athayde. No entanto, tenho que partilhar convosco o cover deste sucesso musical do "Frozen" que mais me divertiu. 

 

Neste vídeo, podemos assistir a atitudes sonolentas e histéricas, a verbalizações doces e agressivas e ainda a olhares assassinos na direção do microfone, que contrastam com alguns momentos de serenidade. Desafinar nunca foi tão fofo.

 

 

publicado por BataeBatom às 19:51
link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito (1)
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

Brincar "às crianças"

Como sabem, é comum as crianças brincarem "aos adultos": adoram casas em miniatura, têm um gosto (que não tarda em desaparecer) pelas mini-tábuas-de-engomar e ainda por cozinhas de plástico à medida delas. Os adultos têm carros? Elas também querem.

 

Mas ontem, rodeada de miúdos, tive que ceder e inverter a situação: brinquei eu "às crianças".

 Estacionar este era fácil:

 

   

 

"Então e este, consegues?"

  

    

De facto, é desafiante...

 Mas duvidam das minhas capacidades de estacionamento?

    

   

publicado por BataeBatom às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Não tem idade, não tem smartphone

  

Parece que foi lançado o Magalhães dos telemóveis! É quase isso, sim. Transcrevo dois parágrafos de uma notícia que publicitou o “Mobile4you”, um smartphone para crianças:


“Em comunicado a empresa destaca a aplicação de controlo parental que vem no telemóvel, revelando que é possível aos pais monitorizarem toda a atividade que os filhos estão a ter no equipamento. Entre as várias funcionalidades há uma que permite, por exemplo, bloquear as chamadas telefónicas. O software também revela a localização do dispositivo.”


“Outras ferramentas incluem o envio de um relatório diário com as chamadas e SMS recebidos ou enviados e na versão premium os pais podem receber um alerta caso o filho tenha recebido uma mensagem com conteúdos impróprios para menores.”


Esperem. O QUÊ?!


São crianças, não são cães. Não se sentam quando pedimos, não vão a correr buscar a bola quando a lançamos.

Se os pais (sem dúvida, muito inteligentes) compram estas relíquias aos filhos, é porque as suas crias têm maturidade para usar um smartphone. Portanto, não necessitam deste exagerado controlo parental, através de um “relatório diário com as chamadas e SMS recebidos”.

 

Vamos recapitular.


- Criança (em idade que não deve ter acesso à internet e a mensagens com imagens) a quem querem dar um dispositivo que permita avisar quando sai das atividades e necessita de boleia dos papás:

    

   

- Pré-adolescente/adolescente:
Smartphone dos verdadeiros, já que querem tanto dar um smartphonezinho aos filhos.

  

publicado por BataeBatom às 18:37
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

. ver BB

. seguir perfil

. 317 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. O estranho manual de conf...

. O estranho manual de conf...

. De derreter o coração (e ...

. Brincar "às crianças"

. Não tem idade, não tem sm...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014