Segunda-feira, 28 de Setembro de 2015

A Cinderela que perdeu o soutien... e as mamas

  

As carícias trocadas pelos dois desconhecidos eram cada vez mais íntimas. Os braços fortes do rapaz libertaram-na da roupa interior, com vigor e eficácia, e as avantajadas convexidades femininas foram reveladas.

 

A expressão satisfeita dele contrastava com o olhar preocupado da rapariga de cabelo curto e lábios vermelhos. Sem que ele notasse, Mila esticou o braço até ao iPhone que estava pousado na mesa de cabeceira.

 

3h12.

O efeito dos implantes mamários provisórios não duraria muito mais.

 

É esperado que o seu peito se mantenha aumentado durante cerca de 24 horas, Sra. Mila Cheerios. Porém, diminuirá progressivamente, podendo começar a notar diferença após 18 horas, esclarecera o médico, na manhã anterior.

 

Já apreensiva e insegura, afastou-se.

- Tenho que ir, não posso continuar aqui. – Sem dar tempo para que ele a impedisse, enfiou-se rapidamente no vestido, enquanto se aproximava da porta.

 

Ao rapaz, confuso e abandonado na cama, sobrou-lhe apenas a companhia de um soutien esquecido. Sem o nome, o número de telemóvel ou uma recordação clara da face da rapariga promíscua, não lhe restaria outra possibilidade senão pedir que várias mulheres experimentassem o soutien, até encontrar a pretendida.

 

Sim, esta poderia ser a versão atualizada da história da Cinderela.

 

 

Clicar na imagem para ler a notícia:

implantes mamários.jpg  

publicado por BataeBatom às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito (6)
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Sair à rua sem cuecas: sim ou não?

Se a Laura Pausini fosse como eu e não saisse à rua sem cuecas, safava-se de momentos embaraçosos como o que podem ver aquiApesar do sucedido, acho que ela esteve muito bem, no final.


E, para este post não ser completamente indecente, deixo-vos - também com a participação da Laura - uma das músicas que associo aos meus tempos de ensino secundário.

 

 

publicado por BataeBatom às 14:54
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2014

Bactérias, multiplicai-vos (ainda mais)

Há dias, ao visitar um dos blogs da Cláudia Oliveira (que adoro ler), deparei-me com fotografias de celebridades a amamentarem. Referiu, com razão, o impacto positivo das mesmas: amamentar ser uma tendência.

 

Através de uma simples pesquisa, pude encontrar mais fotos. 

  

Se em algumas imagens as celebridades emanavam amor maternal e orgulho das suas crias (e estão de parabéns por não enegrecerem o ato da amamentação), noutras quase vi carimbada a palavra “indecência”, com a revelação de uma área bastante extensa da superfície das suas mamas ou até mesmo de todo o corpo, enquanto tentavam assumir poses ou expressões sensuais.

 

Serei a única a pensar que é inapropriado publicar este tipo de retratos? E que essas famosas aproveitam todas as oportunidades que têm ao seu alcance para se exporem?

  

Venham as modas que vierem, peço-vos: não me invadam o feed de notícias com fotos de amamentações, partos ou outras cenas obstétricas! Obrigada.

  

(E acabei de encontrar, no Facebook, um vídeo em que podemos observar um rapaz a “chafurdar” nas mamas de 100 desconhecidas. Estou a confiar no título, não teria paciência para ver 200 mamas em 5 minutos. Boa, ser humano! Estás no bom caminho. Para te extinguires e dares a oportunidade de se formar uma sociedade decente às bactérias.)

     

publicado por BataeBatom às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito (1)

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. A Cinderela que perdeu o ...

. Sair à rua sem cuecas: si...

. Bactérias, multiplicai-vo...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014