Terça-feira, 7 de Julho de 2015

Lições que aprendes no casamento do teu irmão

       

Ontem, deparei-me com um artigo no facebook, convenientemente publicitado em plena época alta dos casórios: 20 lições que aprendes no dia do teu casamento. Cusquei a lista e ia concordando com tudo, não por experiência própria mas porque fazia sentido.

 

Foi então que cheguei à "depressão pós-casamento". Acreditam que eu, mera irmã do noivo, vivenciei essa sensação por umas horas?! A prova disso é que achava que estaria sem forças para manter o blog (entre outras atividades do meu quotidiano) nos dias seguintes, lembram-se?

 

Não me interpretem mal: claro que estava super feliz pelo meu irmão e pela minha recém-cunhada. Mas vamos ver se me faço entender: entre ensaios para tocar na missa e na quinta, preocupações estéticas, preparativos em casa (devidos à oferta de pequeno almoço/lanche aos convidados, antes da cerimónia) e receção dos familiares emigrantes nos dias anteriores à festa, acumulou-se uma boa dose de stress. Um stress bom, mas não deixou de ser cansativo.

  

IMG-20150519-WA0014.jpg

Foto do casamento do mano e da quase-mana :)

 

O grande dia passou surpreendentemente rápido e, após uma breve soneca, retomámos a party no dia seguinte, com almoçarada de família lá em casa.

  

Foi então que chegou a mini-e-estúpida-depressão-pós-casamento-do-mano. Surgiu uma sensação de vazio quando a festa acabou e nos despedimos dos familiares emigrantes, que regressaram rapidamente às suas rotinas no estrangeiro.

 

Casa por arrumar. Um silêncio incomum comparativamente às horas anteriores... E estávamos todos mortos de cansaço. Imaginem a minha figura de parva a ajudar a carregar os sofás, desde a cave até à sala e a queixar-me: estou cansada que nem uma porca* e se me quero deitar no sofá ainda tenho que o carregar primeiro!!!

 

Talvez tenha contribuído para a depressão pós-casamento o facto de não me terem levado para a lua-de-mel. Desde quando é que não se leva a irmã nesse tipo de viagem? E quem seguraria as velas se faltassem candelabros no hotel? Enfim, não percebo!

  

* acredito que a maioria de vós ache que isto não faz sentido, porque de facto não faz. Mas é das expressões que mais digo. Não me perguntem porquê.
  
publicado por BataeBatom às 12:24
link do post | comentar | favorito (1)
29 comentários:
De m-M a 7 de Julho de 2015 às 12:40
Passei pelo mesmo há 13 anos, com o da minha irmã.

Parte fixe? Sentir-me quase noive sem ter que arrastar o peso do vestido atrás :p ahahah
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:33
Isso e ouvir milhões de vezes "és a próxima!!!!"! :P
De Vanessa a 7 de Julho de 2015 às 13:40
O meu namorado não teve disso quando o irmão casou: passou o dia inteirinho com os copos, nem chorou na igreja nem nada.
Já eu, não passei por isso com o meu, porque ele simplesmente juntou os trapinhos.
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:34
Ahah talvez ainda passes por isso, Van! :P
Eu achava lamechas chorar em casamentos, mas no do meu irmão não me contive, quando ele entrou. Depois concentrei-me, para conseguir tocar alguma coisa de jeito! xD
De Vanessa a 8 de Julho de 2015 às 09:35
Isso de tocar e ver os noivos entrar deve ser complicado
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 10:37
Não toquei em condições o final da música de entrada do meu irmão... Estraguei tudo quando me virei para ele, por momentos, e trocámos sorrisos. Lágrimas everywhere! O que vale é que os outros instrumentos deram bem conta do recado! :D
(E não vi a minha cunhada a entrar... Estive sempre concentrada na partitura. Tenho que ver no vídeo! :P)
De Vanessa a 8 de Julho de 2015 às 10:40
Se calhar foi a tua sorte
De chica a 7 de Julho de 2015 às 14:01
Realmente isso acontece.Parece que ficamos vazios. Agora imagina quando é no casamento de um filho ou filha! Aí sim é que choramos a nos lavar!rs Linda foto! bjs, chica
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:34
Imagino, chica... :)
Os meus pais também estavam emocionados!
Beijinhos!
De Maria Araújo a 7 de Julho de 2015 às 14:42
Inteiramente de acordo, não por que passasse por um casamento, mas os que tive cá por casa e sem a presença da minha mãe , sei muito bem o que é isso.

Gostei da expressão "estou cansada que nem uma porca".
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:37
Ahaha é uma expressão comum no meu dia-a-dia... Usada das formas mais inesperadas! Por exemplo, hoje acordei cedo que nem uma porca! (mas sinceramente acho que tem mais piada ao vivo, com sorrisos à mistura! E claro que só o digo para quem tenho muita confiança e adere à bricadeira... :D)
De José da Xã a 7 de Julho de 2015 às 14:44
Pois, pois... Talvez agora percebas porque escrevi isto:
http://ladosab.blogs.sapo.pt/partida-225469
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:39
Realmente, encontro algumas semelhanças...
No entanto, neste caso, nada mudou em nossa casa... Eles já viviam em Lisboa antes do casamento!
De Ana a 7 de Julho de 2015 às 15:17
E eu pergunto-me: Qual dos casamentos do meu irmão?
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:39
Oups!
Mas acredito que também se tiram lições dos divórcios dos irmãos! Não? :P
De Ana a 8 de Julho de 2015 às 10:14
Desculpa a piada. A malta com a minha idade vai ficando irónica. Aprendemos sempre lições com tudo .
Mas desejo muitas felicidades ao teu irmão e cunhada. Sim, agora tens legalmente uma cunhada .
Acho que essa parte da depressão pós-festa é geral quando queremos muito um acontecimento, parece que nunca mais chegas, as expectativas aumentam e depois passa tudo a correr.
Eu acho que que tenho depressão pós-Natal, todos os anos.
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 10:42
Ahaha já vi que a depressão pós-Natal também é comum!
Quanto às minhas férias de Natal... São sempre deprimentes porque:
1) ou estudo e fazer isso nas férias é deprimente
2) ou não estudo e pensar na porcaria de resultados que vou ter é deprimente xD
(É que os exames do 1º semestre não me dão folga. Este ano fui avaliada no dia 2 de Janeiro... Por isso é que eu nem queria mudar de ano... haha :P)
De golimix a 7 de Julho de 2015 às 17:07
A mim acontecia-me isso no Natal depois da família se ir embora.

Casamentos não. O meu mano é mais novo 11 anos, e ele também não devia ter tido a tal depressão porque desde os 19 que não vivia em casa dos meus pais.
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:42
Ora aí está um bom exemplo! Não lhe chamaria depressão - acho que é exagerar xD - mas é normal sentirmos alguma melancolia quando a casa cheia (ainda por cima, cheia de pessoas de quem gostamos muito) fica, de repente, vazia... :P
De Ana a 8 de Julho de 2015 às 10:17
LOL. Acabei de escrever o mesmo, que tinha depressão pós-Natal quando li o teu comentário
De Just_Smile a 7 de Julho de 2015 às 22:02
Acho que isso dos casamentos é realmente real, não pelos meus irmãos que nunca casaram, não por mim, mas pelos meus primos que são como irmãos :P
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:43
Se são irmãos "emprestados", é normal que tenhas sentido o mesmo! :)
Quanto aos meus primos, nunca tive esta sensação, pois não me envolvi na organização... Cheguei sempre alegre a casa! :P
De Cris a 8 de Julho de 2015 às 00:43
Já fui a muitos casamentos de irmãos e nunca me senti assim. Será que sou normal???
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:45
Ó Cris, não sei....... Ainda por cima lanças notas ao sábado de manhã...
Ahahah estou a brincar! Isto depende muito da nossa personalidade e ainda do grau de envolvimento no evento (e, neste caso, também da presença de familiares do estrangeiro)... No artigo, só falava dos noivos. Por isso eu é que não devo ser normal por ter ficado toda totó no fim da fiesta, sendo apenas a irmã! xD
De As Nossas Voltas a 8 de Julho de 2015 às 00:59
Quando a minha irmã casou também me senti assim É mesmo estranho!
De BataeBatom a 8 de Julho de 2015 às 09:46
Agora já sabes que não foste a única!

Comentar post


. ver BB

. seguir perfil

. 317 seguidores

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Art's friday #33

. Como quase sermos o que q...

. Art's friday #32 - Especi...

. Esta coisa do ano bissext...

. Como ter cabelo brilhante...

. Intermitências da vida

. Ser portuguesa é...

. Olhe, desculpe, isto é um...

. Porque raio querem levar ...

. Versão ikra-não-sei-quê d...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014