Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2015

Bata, batom e bilhetes #6

  

Já estava do outro lado da fronteira portuguesa, quando vi este "miminho", dedicado ao Bata&Batom, na página inicial dos Blogs SAPO. Mais uma razão para eu andar toda contente a passear. Muito obrigada pelo destaque!

 

Como já referi, o fim de semana prolongado foi passado em Madrid, a capital mais alta da Europa. Esta cidade está localizada a cerca de 660 metros acima do nível médio do mar e dá que fazer aos turistas que a visitam de forma intensa, em poucos dias (como foi o nosso caso).

 

Começámos por ir até ao templo de Debod, um templo egípcio que foi doado a Espanha e transferido, peça a peça, até à atual localização:

 

templo de debod.jpg   

O Palácio Real também merece visita, tal como toda a região envolvente, e é a residência oficial de Felipe VI. Porém, a família real optou por viver noutro palácio e recorre a este somente em ocasiões especiais.

 palácio real.jpg

Palácio Real de Madrid

 

  

Junto deste, encontramos a Catedral de Almudena, onde decorreu a celebração religiosa do casamento de Felipe e Letícia.

 

Daí, caminhámos até à famosa Plaza Mayor, que acolhe lojas típicas, esplanadas e artistas de rua.

 

IMG_20150245_034300.jpg

 Este estava armado em forte, mas decidi dar-lhe uma mãozinha.

 

Foi perto desta praça que provámos uma tradicional refeição madrilena - sandes de lulas fritas - e descobrimos, posteriormente, a pastelaria "La Mallorquina". Aqui, vi a Manuela Moura Guedes e, após conseguir acumular uma grande dose de descaramento, lá fui ter com ela e registámos o momento:

  

IMG_20150214_133332.jpg

  

Continua...

 (Sim, como nas séries, que este post já vai longo e tenho que ir jantar!)

 

publicado por BataeBatom às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2015

Tratamento para a claustrofobia

   

Foi em Madrid que tive que me render ao prometido azar da sexta-feira 13. Mas o pior é que este tratamento de choque nem surtiu efeito!

  

 

Cena aterrorizadora - I

 

Chegámos à capital espanhola e entrámos no metro errado. 

O destino pretendido não se fez ver e acabámos por chegar ao fim da linha, já sem outros companheiros de viagem. O motor deixou de rugir e tentámos, sem sucesso, abrir as portas. Ninguém na rua. Ninguém no metro. A pressão que depositávamos nos botões era em vão.

metro madrid.jpg

Eu adooooro ficar fechada (not), portanto, tal e qual a personificação do pânico, ponderei utilizar o martelo de emergência para quebrar um vidro. (Enquanto isto, os meus companheiros de viagem riam-se, claro.)

Cerca de dez minutos depois da crise de estupidez pânico e de imaginar a chegada do apocalipse, o motorista (visão divina!) atravessou as carruagens, esclarecendo que o metro retomaria o percurso dentro de 20 minutos. Ufa, não foi desta que ficámos presos até ao dia seguinte. A boa disposição voltou e até tirei fotografias à carruagem vazia.

 

 

Cena aterrorizadora - II

 

Tive que utilizar um elevador sem iluminação. Perfeito! Gosto imenso de elevadores e o escuro é a cereja no topo do bolo!

  

(Agora que já relatei umas parvoíces, vou escrever um "Bata, batom e bilhetes" para contar factos talvez mais interessantes.)

  

publicado por BataeBatom às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2015

Art's friday #15

  

Fred Giovannitti é um famoso tatuador e é também conhecido por pintar os desenhos dos seus filhos, durante as viagens frequentes que faz em contexto de trabalho. 

 
Com este Art's friday, pretendo homenagear a sua família que, para além de produzir interessantes criações artísticas, prova que há inúmeras formas de prestarmos atenção aos que amamos, mesmo à distância.

 

Vejam alguns "antes e depois":

  

2.jpg

4.jpg

6.jpg

5.jpg

 

 

Se, tal como eu, ficaram rendidos ao talento dos pequenotes e do seu pai, podem espreitar mais algumas imagens na página de facebook do Fred!

   

publicado por BataeBatom às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito (3)
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2015

"Com que jóias completarias a imagem?"

 

Foi a pergunta que a marca Magnolia Silver Jewellery me lançou.

Estas foram as minhas escolhas:

  

magnolia.jpg

Ao clicarem na imagem, uma nova página será aberta. Depois, basta clicarem no artigo que desejam ver, para serem redirecionados para o site oficial.

 

 
Mas porque selecionei estas jóias?

 

Na opinião da minha mãe, qualquer escolha seria viável, excepto um anel. O meu irmão é que é o protagonista do casório do ano!

 

Quanto às minhas amigas… Bem, qualquer rapariga tem tendência para considerar os detalhes e, de entre as jóias do catálogo, acredito que escolhessem o colar que remete para a música!

 

Os amigos dele? “Compra-lhe um anel de noivado e despacha-te, para vires jogar connosco” seria uma possível resposta. Isso ou escolher a jóia mais feia, porque irritar as namoradas é sempre divertido. Acho que quase todos os rapazes têm um diploma com nota máxima em “Técnicas para chatear mulheres de forma injustificada". Só mesmo para quebrar a monotonia de uma relação, suponho...

  
Eu… Se tivesse que fazer o enooooorme esforço de pedir uma jóia, escolheria os brincos fofos com turquesa. Condizem com a cor de olhos mais bonita de todas. Pois, claro: verde!

 

Mas esta cadeia internacional de joalharia não se limitou a fazer-me aquela questão inicial... Foram simpáticos e cederam um código de oferta para os leitores do Bata&Batom. Mediante a apresentação - em qualquer loja Magnolia Silver Jewellery - do código 04DORA, será oferecido um destes porta-jóias a quem fizer compras superiores a 65€:

Jewelry Box.jpgOs senhores (ou as senhoras, que estamos no século XXI) poderão comprar um anel de noivado e, no caso de obterem uma resposta negativa, terão onde guardá-lo! Tentador, não é?

  

publicado por BataeBatom às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Domingo, 8 de Fevereiro de 2015

Investuário

 

Os modelos fotográficos deveriam ser isso mesmo: modelos. Esteticamente, um exemplo a seguir. No entanto, ao ver este post, fiquei boquiaberta com a indumentária de uma modelo portuguesa com prestígio internacional.

  sara sampaio 1.jpg

sara sampaio 2.jpg

 Imagens originais aqui

 

Esta escolha de investuário (termo que acabei de inventar e que está longe de significar que o vestuário é in) só vem provar que muitas modelos estão longe de o ser. E convém mesmo que não sigam o exemplo ou:

 

- os mais sinceros vão chamar-vos nomes feios (com razão);

- os mais inocentes ou bondosos vão sentir pena de vocês, argumentando que não têm roupa para vestir e que, por isso, usam o blazer de um familiar;

- as vossas mamas (ou falta delas) serão tema de conversa.

 

Se algum dia também tiverem muita pressa para sair de casa e a única coisa que tiverem à mão for o fato do namorado, optem pela camisa, sim?

   

publicado por BataeBatom às 19:01
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito (1)

.facebook

Bata&Batom no Facebook

.pesquisar

.posts recentes

. Art's friday #33

. Como quase sermos o que q...

. Art's friday #32 - Especi...

. Esta coisa do ano bissext...

. Como ter cabelo brilhante...

. Intermitências da vida

. Ser portuguesa é...

. Olhe, desculpe, isto é um...

. Porque raio querem levar ...

. Versão ikra-não-sei-quê d...

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.arquivo

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014